domingo, 31 de maio de 2009

Pernambuco Conhece Pernambuco.





Levar os pernambucanos a viajar pela própria terra, explorando toda a diversidade de climas, paisagens e culturas que existem no Estado. Esta é a principal meta do Pernambuco Conhece Pernambuco, um programa de ação permanente da Secretaria Estadual de Turismo. Para que as cidades pólo possam receber os turistas cada vez melhor, a Setur preparou uma série de atividades, como oficinas, palestras e visitas técnicas com atrações culturais. A Setur não quer apenas promover o turismo interno, mas qualificar os profissionais que já atuam no setor, afinal um turista satisfeito sempre retorna e recomenda o destino a parentes e amigos.

Antes de iniciar o projeto, a Secretaria de Turismo discutiu a idéia com toda a sociedade, de maneira democrática e aberta. A idéia, que acabou sendo um consenso, foi explorar as rotas já existentes em Pernambuco e reconhecidas pela Embratur. Segmentos como ecoturismo, turismo de negócios, cultural, rural e de aventura, foram destacados pelo programa. Agências e operadoras de viagens foram envolvidas para reforçar a comercialização das rotas, criando condições especiais para associados do Pró-Lazer, Sesc, Sesi, Clubes da Melhor Idade, estudantes e sindicatos.

Para dar visibilidade ao Pernambuco Conhece Pernambuco, a Setur criou uma campanha publicitária especialmente para o programa. Até o final do ano seis grandes eventos serão realizados em todas as micro-regiões do Estado. Outros quatro eventos, durante o primeiro semestre de 2009, completam a programação.

Confira as datas, as cidades, consulte seu agente de viagem e venha conhecer um pouco mais de Pernambuco, um estado cheio de encantos e surpresas.

Quer saber mais sobre o projeto??-AQUI-.


Lúcio José Maia Oliveira (Recife, 1967), é o guitarrista da Banda Recifense Nação Zumbi, que juntamente com a banda Mundo Livre S/A deram fama ao movimento manguebeat.

Foi eleito pela Revista O Dilúvio o melhor guitarrista do Brasil, por sete vezes consecutivas. Entrou para a banda desde a sua criação e nunca mais saiu, desde a fase em que Chico Science era o cantor até a fase de Jorge du Peixe, que é a atual.

Em 2007, Lúcio lançou seu primeiro álbum solo, chamado "Maquinado, Homem Binário".

-O Homem Binario (2007) - Maquinado.

Arrudeia
Não queira se Aproximar
Tá Tranquilo
Alados
Sem Concerto
O Dia do Julgamento
O Som
Eletrocutado
Despeca dos Argumentos
Vendi a Alma
Além do Bem
Samidarish *
Vendi a Alma*

* Bonus ao vivo estudio Trama.

download

Mula Manca e a Fabulosa Figura.



O Mula Manca & a Fabulosa Figura é um grupo de Recife que tem cinco anos de estrada. O nome se baseia no romance Dom Quixote, de Miguel de Cervantes. O segundo álbum, Amor e Pastel, foi lançado em 2007 e trata do cotidiano de um casal: a saudade, a paixão, o afeto, a raiva, a solidão, o fim. Segundo as palavras do próprio grupo Amor e Pastel é só mais uma novelinha comum, dessas que a gente prevê os próximos capítulos e torce por um final feliz. Mas com certeza muito recheada de criatividade, sonoridade e poesia. Belíssimo!!!
-
-Amor e Pastel (2007) - Mula Manca e A Fabulosa Figura.
1. Se Lavo Lavú
2. Blond Girl
3. Outro Par
4. Dinheiro
5. Loteria
6. Escravo
7. Fórmula 1
8. Aquela Rosa (Cecília)
9. Deita Aqui
10. Animal
11. Terra, Água E Sal
12. Paletó
13. Varanda
14. Pé no Chão
15. Arrepio
download
-
-O Circo Da Solidão (2004) - Mula Manca e A Triste Figura.
1. Prefácio
2. Introdução
3. Carnaval
4. Ireny
5. Ratos adestrados
6. 1 minuto antes da palhaçada
7. O palhaço e a bailarina
8. Vira-lata
9. O público
10. Panfletos de intervalo
11. El quixote
12. Arrebata tudo
13. Ainda sou louco o bastante pra rir
14. É tão difícil mudar de nota
15. Do jeito que vem, o circo vai

Devotos.


-Quer saber mais sobre Devotos??-aqui-

-Flores com Espinhos Para o Rei (2006) - Devotos.

1. Brincando do Jeito que dá
2. Ajude
3. Canção pra mudar
4. Guerra de Criança
5. Sociedade Alternativa
6. Luta Pacifista
7. A.C.P.I.
8. Espírito Guerreiro
9. Tudo faz Sentido
10. Por isso não Tente calar meu Grito
11. Quem Proteje
12. Se Exlodir não é Pecado
13. Mundo cão
14. Terrar se moverma
15. Dança das Almas

download

-Sobras Da Batalha (2005) - Devotos.

01 - O Homem Monstro
02 - Rotina
03 - Kaos
04 - Hey Man
05 - Dercy

download

-Hora da Batalha (2003) - Devotos.

1. Roda Punk
2. Brincando de Deus
3. Alto Estima
4. Se Eu falar posso Morrer
5. Nosso Ninho
6. Assis
7. Hora da Batalha
8. Sol na mira
9. Faz parte do Cotidiano
10. Dá um sentido para a vida
11. Pela Justiça
12. Voltou Errado
13. Só os que pensam tem a conciência Limpa
14. Pra Aliviar

download

-Devotos. (2000) - Devotos.

1. Alien
2. Nós faremos que você nunca esqueça
3. Nobre
4. Camarada
5. Mais armas? Não!
6. O Céu e o Inferno
7. O Herói
8. Desesperado
9. Favela
10. Meu país
11. A vida que você me deu
12. Aos Exilados
13. Selvagem
14. Meu bairro é o melhor

download





quinta-feira, 21 de maio de 2009

Mundo Livre S/A.


Mundo Livre S/A é uma banda nascida em 1984 em Recife, PE. O nome foi retirado do personagem de TV Agente 86, que fazia diversas apologias ao mundo livre. Nasceu no bairro beira-mar de Candeias, em Recife, mesmo lugar em que foi redigido o manifesto Caranguejos com Cérebro, marco do Movimento Mangue, que prega a universalização/atualização da música pernambucana. Fred Zero Quatro, vocalista do Mundo Livre S/A, foi o autor do manifesto, juntamente com Renato L. e Chico Science. O Mundo Livre foi uma das bandas fundadoras do movimento Manguebeat.
-Combat Samba - E se a gente sequestrasse o trem das 11? (2008) - Mundo Livre S/A.
1. O mistério do Samba
2. Édipo, o Homem que virou Veículo
3. Livre Iniciativa
4. Muito Obrigado
5. Seu suor é o melhor de Você
6. A Expressão Exata
7. Terra escura
8. Saldo de Aratu
9. Meu esquema
10. Musa da Ilha Grande
11. E a vida se fez de Louca
12. Super Homem Plus
13. Carnaval Inesquecível na Cidade Alta
14. Estela (A Fumaça do Pagé Miti Subitxxy) (Inédita)
download
-Bebadogroove (2005) - Mundo Livre S/A.
1. Nêga Ivete
2. Laura Bush Tem Um Senhor Problema
3. Tentando Entender Os Cabras
4. Carnaval Inesquecível Na Cidade Alta
5. Abrindo o Coração Para Uma Cadela Chapada E Bêbada
6. Dogvilles, Coleiras e Bombeiros
7. Soy Loco Por Sol
-O Outro Mundo de Manuela Rosário (2004) - Mundo Livre S/A.
1. Inocência
2. Digital ao vinagrete
3. Muito obrigado
4. Azia amazônica
5. E a vida se fez de louca
6. Caiu a ficha
7. O triste fim de Manuelita
8. Embustation (atitude de C...é R...)
9. O outro mundo de Xicão Xucuru
10. Caindo em si
11. CNFS - Comunicado 2
12. Balada de Pablo e Manuelita
13. Marcha contra o muro do império
14. Eisenhower e o Colosso (Bonus)
-Por Pouco (2000) - Mundo Livre S/A.
1. O mistério do samba (Marcelo Pianinho - Fred Zero Quatro)
2. Concorra a um carro (Xef Tony - Goró - Fred Zero Quatro)
3. Por pouco (Marcelo Pianinho - Goró - Fred Zero Quatro)
4. Mexe mexe (Jorge Ben Jor)
5. Melô das musas (Fred Zero Quatro)
6. Treme-treme (Shakin' all over) (Johnny Kidd - Fred Zero Quatro)
7. Meu esquema (Fred Zero Quatro)
8. Super homem plus (Fred Zero Quatro)
9. Ligação direta (Xef Tony - Bactéria - Goró - Fred Zero Quatro)
10. Lourinha americana (Mestre Laurentino)
11. 6:30 am, um abraço! (Tom Zé)
12. Batedores (Resistindo ao arrastão global) (Marcelo Pianinho - Xef Tony - Bactéria - Goró - Fred Zero Quatro)
13. Minha galera (Manu Chao)
14. Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
download
-Ao Vivo no Abril Pro Rock (18/04/2009) - Mundo Livre S/A.
1. Guns of Brixton
2. Estela
3. Super Homem Plus
4. Éleide (Inedita)
5. Meu Esquema
6. Melô das Musas
7. Computadores Fazem Arte
8. Bolo de Ameixa
9. Free World
10. Livre Iniciativa

Orquestra Contemporânea de Olinda.


Periodicamente o Brasil fica conhecendo a efervescência cultural do Nordeste graças a artistas, ou grupo musicais, que chegam para alterar a situação de marasmo e modinhas da música nacional. O próximo nome que o Brasil precisa ouvir falar é a Orquestra Contemporânea de Olinda. O som do grupo é uma fusão de elementos que resulta em... Orquestra Contemporânea de Olinda.

O grupo é formado por Gilú (percussão), Tiné (voz), Maciel Salú (rabeca e voz), Juliano Holanda (viola e guitarra), Hugo Gila (baixo e teclado), Raphael Beltrão (bateria), Ivan do Espírito Santo (flauta, sax alto e barítono), Lúcio Henrique (sax alto), Luiz Antônio (trompete), José Abimael (trombone), Adriano Ferreira (trombone) e Alex Santana (tuba). Toda essa turma apresenta nas 11 faixas do álbum de estréia da Orquestra uma ótima mistura de música popular com levada latina, gafieira e elementos de ritmos regionais como o coco. O grupo é de Pernambuco, mas nem por isso espere encontrar Frevo e Mangue Beat no som do grupo.

O maior atrativo das músicas é a junção da percussão com os instrumentos de sopro. O disco abre com “Tá Falado”, a mais radiofônica das canções, que lembra os trabalhos do cantor Otto. Um dos pontos altos do CD está logo na segunda faixa: “Canto da Sereia”, regravação do compositor Oswaldo Nunes. É quase impossível não assoviar a linha de metais que marca a melodia da canção logo após os primeiros segundos. E a introdução é feita com uma tuba! Onde se ouve hoje em dia alguém na música nacional tocando uma tuba? Com muito suingue, “Canto da Sereia” é um convite para cair na pista do baile. Essa é a melhor música do disco.

“Ladeira” também é cheia de suingue, mas a letra e o modo de cantar dão um toque um pouco melancólico, quase triste, e ainda assim bonito. O vocal é o destaque da faixa. “Brigiti” traz como convidada especial a cantora Isaar de França que faz um diálogo desencontrado com Tiné. A guitarra de Juliano Holanda praticamente conversa com os dois.

Em “Balcão de Venda” o destaque é a bela rabeca tocada por Maciel Salú. “Durante o Carnaval” é menos dançante, e traz o trabalho de Ivan do Espírito Santo na flauta. “Não Interessa, Não” é instrumental e mais uma vez um convite ao baile. O disco encerra com “Saúde” e “Saúde II”. A primeira não é muito interessante, em compensação a continuação é um Reggae lento, suingado e muito legal.

A Orquestra Contemporânea de Olinda conseguiu lançar um ótimo disco de estréia que só tem um defeito: é curto, tem apenas 34 minutos de duração. Que o baile da Orquestra não pare.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            -Orquestra Contemporânea de Olinda (2008) .
01. Ta Falado
02. Canto da Sereia
03. Ladeira
04. Joga do Peito
05. Brigitti
06. Balcão da Venda
07. Durante o Carnaval
08. Não Interessa, Não
09. Vinheta
10. Saúde
11. Saúde II

Caju e Castanha.

-Quer saber mais sobre Caju e Castanha??-Aqui-

-Embolando no Futebol (2005) - Caju e Castanha.

1. Brasil X Argentina
2. O Jogo dos Cornos X Prostitutas
3. Desafio do Fla X Flu
4. Palmeiras Contra Corinthians
5. Vitória X Bahia
6. Craques Brasileiros
7. Santa Cruz X Sport (O Clássico das Multidões)
8. Geração das Copas
9. Botafogo X Campinense
10. Futebol Lá no Céu
11. Truva de Corinthians X São Paulo
12. Fortaleza X Ceará
13. O Corinthians Dando Olé
14. Futebol Exportação
15. 200 Craques (Bônus)

download

-Recado a São Paulo (2004) - Caju e Castanha.

01. Embola Rep
02. Salário do Deputado e o Salário do Operário
03. Original Não Desoriginaliza
04. A Fome Zero Zerou
05. No Rep ou no Repente
06. Motorista e o Motoboy
07. Bunitin, Cherozin, Charmozin
08. Água Fora da Bacia
09. Torcida Brasileira
10. Apelo Para os Caminhoneiros
11. Cospe Fogo do Atlético X Cruzeiro
12. Recado a São Paulo
13. Pout-Pourri
14. Dona Amélia

download

-Professor de Embolada (2003) - Caju e Castanha.

1. Professor de Embolada
2. O Ladrão Besta e o Sabido
3. Futebol no Inferno
4. A Mulher Feia e a Mulher Bonita
5. Lavadeira do Rio
6. O Carrité do Coroné
7. O Pobre e o Rico
8. Corinthians X Santos
9. Coco do Gulú Gulú
10. História e Glória (O Nascimento)
11. Diferenciado
12. Santa Cruz X Sport
13. O Crente e o Cachaceiro
14. O Poder que a Bunda Tem

download

-Andando de Coletivo (2002) - Caju e Castanha.

1. Vamos Cantar Embolado
2. Andando de Coletivo
3. DNA - a Verdade Vai Mostrar
4. Pra que Chorar
5. A Herança da Minha Vó
6. Tô Doidin
7. Beijo de Escuro
8. Coco do Trava Língua
9. Menina Diet
10. Em Frente à Casa Dela
11. Truva de Corinthians x São Paulo
12. A Luz da lua
13. Embolada do C...
14. Porfia de Caju x Castanha
15. Caju, um Guerreiro

download

-Caju e Castanha Ao Vivo no Centro de Tradições Nordestinas (DVD Áudio) (2005) - Caju e Castanha.

01 - Abertura
02 - No Rep Ou No Repente
03 - Água Fora da Bacia
04 - Saudade Não Mata / O Japonês Toshico
05 - Mulher de Amigo Meu
06 - Bunitin, Cherozin, Charmozin
07 - Futebol no Inferno
08 - Truva de Corinthians x São Paulo
09 - Embola Rep
10 - Tô Doidin
11 - A Mulher do Corno Rico e a do Corno Pobre / O Pobre e o Rico
12 - O Ladrão Besta e o Sabido / Embolada do C...

download



quarta-feira, 20 de maio de 2009

Bonsucesso Samba Clube.


Banda formada em Olinda em meados do ano 2000, que tinha como característica usar o samba e a bossa-nova com grooves calmos e viajantes. Com o passar do tempo, foi se trasformando numa banda com beats mais pesados e dançantes, acrescentando a isso o reggae, dub e sonoridades brasileira.
-Tem Arte Na Barbearia (2006) - Bonsucesso Samba Clube.
1. Derrapar
2. Eu te Encontrei
3. Meu Jornal
4. Não Posso Pensar em não Ir
5. Téo de Tetê
6. O Fogo Queima
7. Como Gosto
8. Rios, Fios
9. Seu Nome era Eu
10. Ah, quem me Dera
11. Amor de Todo Dia
12. Sinto te Falar
13. Último Dia
14. Zumbi Chamou
-Bonsucesso Samba Clube (2003) - Bonsucesso Samba Clube.
1. Pensei Se Há
2. O Samba Chegou
3. Sou Sou
4. Distrair
5. Se Ela Diz
6. Foi Na Esquina
7. Relato
8. Sala Da Justiça
9. Carimbó Ladrão
10. Sangue Na Maré
11. Foi Sou Eu
12. O Sol
13. Quando O Tempo Passa
14. Veja Lá..

Academia da Berlinda.


Formada desde 2004 em Olinda, a Academia da Berlinda reúne amigos músicos que também participaram ou ainda contribuem com trabalhos de algumas bandas da cena pernambucana (Mundo Livre, Eddie, A Roda, Variant...). Desde o início, a banda começou a investir em um repertório com releituras de bregas sessentistas, impulsionando idéias para a busca da originalidade sonora, tocando um “brega roots”, em versões criativas e inovadoras, cheias de cumbias, guarachas e muito afrobeat, inspirados no desejo de tocar um baile para “dançar agarradinho”.E de grandes clássicos do brega, o repertório evoluiu em pouco tempo para criações autorais e inéditas, que hoje fazem parte do primeiro disco do grupo.“Quando tocamos um instrumento, a idéia é sempre partir para a harmonia. Harmonia enquanto alquimia técnica, identidade, encontros e curiosidades. Aberturas por onde nascem criadas conscientes, fluidas, sem a predestinação dos rótulos.”Percorrendo este caminho, a Academia da Berlinda alia as trajetórias individuais de estudo e exercício profissional às tonalidades que desembarcaram aqui através dos portos onde se mesclaram na boêmia em forma de merengues, rumbas, carimbós, cumbias, guarachas, salsas, afrobeat e inferninhos de amores correspondidos ou não. Concebendo assim leveza imprevisível, improviso redondo e balanço.Música não tem classe social e assim a Academia da Berlinda agrada e bebe da fonte da sofisticação musical das Américas do Sul e Central como também no popular de Belém, da graça e tradição dos bailes dos clubes do subúrbio recifense, revendo com humor e dignidade todas as possibilidades poéticas que a musica oferece, para que as pessoas dancem e, sobretudo se divirtam.
-Academia da Berlinda - Academia da Berlinda (2007).
01 - Academia da Berlinda
02 - Ciranda enrustida
03 - Cumbia do lutador
04 - Naguê
05 - Ivete
06 - Comandante
07 - Envernizado
08 - Bela Vista
09 - Brega Francês
10 - Se ela gostar
11 - Mama me queira
12 - O sonho e a dor
13 - Academia da Berlinda (remix)

China.


Veterano da cena de Recife, China apareceu para o público com seu “Sheik Tosado”, banda que misturava frevo e hardcore. Agora em carreira solo, o cara diminuiu os “BPMs”, mas não a qualidade.
-China e Mombojó Ao Vivo no Armazem 14 (23/08/08) - China e Mombojó.
01 - Espinhos (China)
02 - Sem Paz (China)
03 - Cristiano (China)
04 - Câncer (China)
05 - Durmo Acordado (China)
06 - O Céu, o Sol e o Mar (Mombojó)
07 - Cabidela (Mombojó)
08 - Duas Cores (Mombojó)
09 - Contêiner (Mombojó)
10 - Realismo Convincente (Mombojó)
-Simulacro (2007) - China.
01 - Um dia lindo de morrer
02 - Jardim de inverno
03 - Sem paz
04 - Asas nos pés
05 - Câncer
06 - Colocando sal nas feridas
07 - Durmo acordado
08 - Canção que não morre no ar
09 - As ondas não chegam nos pés
10 - Pastiche
-Um Só (2004) - China.
1. Contra Informação
2. Ainda Esquento O Barracão
3. Cristalino
4. Ultravioleta
5. Um Só
6. Samba E Amor

download

terça-feira, 19 de maio de 2009

Eu vejo gente idiota.


- Eu vejo gente idiota.
- Com que frequência?
- Todo o tempo.


Mestre Ambrósio


Mestre Ambrósio é o mestre de cerimônias do teatro folclórico popular Cavalo Marinho na Zona da Mata, norte do estado de Pernambuco, que inspirou o nome da banda. Em cima da base nordestina do forró, maracatu, coco, baião, caboclinho, ciranda e das letras inspiradas na tradição popular, o Mestre Ambrósio desenvolve seu lado pop. Seus integrantes têm referências musicais distintas, o que adiciona ao som um pouco de rock, jazz e música árabe. 

Quando foi fundado, em 1992, o Mestre Ambrósio tinha Siba (Sérgio Veloso), inicialmente na guitarra e depois na rabeca, Eder "O" Rocha, percussionista, Helder Vasconcelos, ex-guitarrista e tecladista e atual percussionista e fole de oito baixos. Depois entraram Mazinho Lima (baixo elétrico e triângulo), Sérgio Cassiano (percussão e vocal) e Mauricio Alves (percussão). 

Filhote da mesma vertente mangue beat de Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S/A, o Mestre Ambrósio usa menos referências importadas que seus pares, permanecendo mais ligado às bases nordestinas. O CD independente Mestre Ambrósio (1996), produzido por Lenine e Marcos Suzano, foi bem aceito e vendeu 20 mil cópias. A divulgação boca-a-boca deu à banda um caráter cult. O clipe Pé-de-calçada, gravado e produzido por eles, começou a ser veiculado na MTV, o que serviu para apresentar o grupo fora do circuito pernambucano. A porta de entrada foi São Paulo, onde radicaram-se em 1997. Excursionaram por mais de 10 cidades européias, passaram pelos Estados Unidos e foram indicados para o MTV Video Music Brasil na categoria Banda/Artista Revelação com o clipe Se Zé Limeira Sambasse Maracatu. A música José foi incluída na coletânea Strictly Worldwide, do selo alemão Piranha Records, especializado em música étnica. Uma de suas músicas, Baile Catingoso, foi incluída na trilha sonora de Baile Perfumado, de Lirio Ferreira e Paulo Caldas. 

O segundo disco, Fuá na Casa de Cabral (1998), foi lançado por uma gravadora multinacional, a Sony, e gravado acusticamente com inclusões eletrônicas, assinadas pelo produtor Suba. O lançamento oficial foi no Abril Pro Rock, em Recife, em 1999. Emplacou melhor nos Estados Unidos do que aqui, entrou no top ten alternativo do crítico do New York Times Jon Pareles, e a banda começou 2000 fazendo uma turnê norte-americana. Ainda pela Sony, em 2001, lançam o CD Terceiro Samba. Além da conhecida mistura de estilos tradicionais do Nordeste, a banda traz neste disco dois sambas no melhor estilo carioca: Saudade (do vocalista e multiinstrumentista Sérgio Cassiano) e Lembrança de Folha Seca (de Siba). O Mestre Ambrósio decidiu em Terceiro Samba explorar radicalmente alguns instrumentos ainda pouco conhecidos no Sudeste, como o fole de oito baixos, o ilu (tipo de atabaque que veio das religiões afro-brasileiras), a alfaia de maracatu e a caixa-prato. O disco é considerado o trabalho mais maduro e o que melhor transmite o perfil da banda, até agora.
-Terceiro Samba (2001) - Mestre Ambrósio.
1. Caninana (Siba)
2. Povo (Sérgio Cassiano)
3. Vida (Sérgio Cassiano)
4. Gavião (Siba)
5. Coqueiros (Sérgio Cassiano)
6. Fera (Siba)
7. Carneirinho (Hélder Vasconcelos - Biu Roque)
8. Saudade (Sérgio Cassiano)
9. Sóis (Sérgio Cassiano)
10. No bojo da Macaíba (Siba)
11. Espírito da mata (Sérgio Cassiano)
12. Cabocla (Vinheta)
13. Mestre guia (Siba)
14. Lembrança de folha seca (Siba)
15. Sóis (Marcha) (Sérgio Cassiano)
-Fuá na Casa de Cabral (1998) - Mestre Ambrósio.
1. Trupé (Queimar carvão) (Miço - Mestre Biu Alexandre - Borba - Manoel Roque - Manoel Deodato - Sidrak - Biu Roque - Luiz Paixão)
2. Os caboco (Mazinho Lima - Sérgio Cassiano)
3. Fuá na casa de Cabral (Siba - Hélder Vasconcelos)
4. Sêmen (Siba - Bráulio Tavares - Mestre Ambrósio)
5. Vó cabocla (Sérgio Cassiano)
6. Pareia (Nilton Jr.)
7. Esperança (Siba)
8. Pescador (Sérgio Cassiano)
9. Chamá Maria (Sérgio Cassiano)
10. Pé-de-calçad (Siba)
11. Usina (Tango no mango) (Siba - Mazinho Lima - Hélder Vasconcelos - Maurício Alves de Oliveira - Éder Rocha dos Santos - Sérgio Cassiano)
12. Se Zé Limeira sambasse maracatu (Siba)
13. Pedra de fogo (Siba - Hélder Vasconcelos - Sérgio Cassiano)
14. Maria Clara (Hélder Vasconcelos - Sérgio Cassiano)
-Mestre Ambrósio (1996) - Mestre Ambrósio.
1. José (Siba)
2. Se Zé Limeira sambasse maracatu (Siba)
3. Pé-de-calçada (Siba)
4. Forró de primeira (Heleno dos 8 baixos - Helder Vasconcelos)
5. Jatobá (Siba)
6. Estrela amazona (Cavalo marinho do mestre Batista) (Folclore)
7. Três vendas (Siba)
8. O circo de Seu Bidu (Siba)
9. Baile catingoso (Siba)
10. Mensagem pra Zé Calixto (Siba)
11. Usina (Tango no mango) (Paulírio - Chico Antônio)
12. Pipoca moderna (Sebastião Biano - Caetano Veloso)
13. A roseira (Onde a moça mijou) (Luiz Oliveira - Waldemar Oliveira)
14. Benjaab (Siba - Lenine)
15. Matuto do salame (Siba)
16. A feira de Caruaru (Onildo Almeida)

Orquestra Popular da Bomba do Hemetério


A Orquestra Popular da Bomba do Hemetério foi formada em 2002, a partir de um desejo do Maestro Forró de articular os músicos de sua própria comunidade, despertando neles um interesse mais acadêmico e, futuramente, mercadológico. “Eu sentia a necessidade de laboratoriar os arranjos que eu criava. Precisava, então, de músicos para tocá-los e fui, ao mesmo tempo, incentivando-os a compor e a fazer arranjos também”, revela o Maestro, afirmando que a proposta da equipe é pesquisar e fazer releituras de músicas do mundo.

Com pouco mais de seis meses de formação, surgiu uma parceria com Um Bloco em Poesia e, em troca de um show, foi viabilizada a capa de um CD demo, intitulado “Orquestra Popular da Bomba do Hemetério Ao Vivo”. Com mil cópias produzidas, o CD passou a ser disputadíssimo nos shows. Em 2003 veio a grande vitrine, com shows no carnaval organizado pela Prefeitura do Recife. A partir daí, várias outras comunidades da cidade passaram a “exigir” o show da OPBH. Segundo o Maestro Forró, a Orquestra toca o ano todo, tanto que eles até organizaram o show “Fole Assoprado”, específico para o período junino, além de um show para rua e outro para palco. A equipe, até hoje, realiza dois ensaios semanais – diferente da maioria das orquestras de frevo, que costumam se reunir somente próximo ao carnaval.

Outro diferencial nos shows de rua, composto somente por músicas instrumentais, é que a OPBH propõe uma interação com a platéia, com toda a Orquestra bailando em bloco e contagiando o público que passa a participar dos movimentos descendentes e ascendentes de forma extremamente alegre. A partir da prática de som e corpo imprimido pela OPBH, todas as orquestras de frevo passaram a adotar tal princípio interativo por ser lúdico e funcional. E mais: na hora que todos se abaixam, aproveitam para descansar as pernas de folião. “Acredito que tocamos com a alma, com alegria e isso, sim, aprimora nossa qualidade musical e cênica”, define o Maestro, que teve experiências no teatro também.

Em sua elogiada trajetória, a OPBH já fez participações no CD do filme “A Máquina”, de João Falcão; no CD “Nação Canta Pernambuco”, do Maracatu Não Pernambuco, acompanhando Antônio Carlos Nóbrega e no CD e DVD “Music From Pernambuco”, distribuído pelas feiras internacionais de música na Europa, além de show no Parque Ibirapuera, em São Paulo e Brasília e aparições em programas nacionais de TV como Ana Maria Braga e Regina Casé.

PROJETOS - O Maestro Forró, 31 anos, idealizador e coordenador do projeto, além de reger todo o show de uma maneira bem particular e totalmente anti-informal, a começar do figurino, com bermuda larga, camisa de manga comprida, grandes óculos e alpercatas – passa a ser um personagem a cada apresentação, por vezes cantando e tocando trompete. “Temos essa proposta de explorar várias facetas de cada artista, seja como compositor, arranjador, cantor ou instrumentista. Nossos cantores solistas também dançam e tocam percussão no show. Há aqueles que também compõem e fazem arranjos”.

A Orquestra Popular da Bomba do Hemetério mantém também um projeto paralelo com o DJ Dolores, Mega Hits, em shows com músicas que são sucesso no mundo todo em ritmo de frevo, unidas ainda a música eletrônica. A Orquestra Popular da Bomba do Hemetério também mantém a Escola Comunitária de Música Zé Amâncio do Coco, que, hoje, atende 28 crianças pela manhã e 32 à tarde, com aulas semanais às terças e quintas-feiras, além do lanche gratuito. Além da iniciação musical, são oferecidas aulas de teatro, danças circulares e culinária natural (esta última, voltada para os pais e mães da meninada). O projeto iniciou em novembro de 2005, com incentivo do SIC Municipal. Hoje, sem apoio financeiro algum, os professores estão trabalhando como voluntários. A coordenação é do irmão do Maestro Forró, Givanildo Amâncio, também músico.
-Jorrando Cultura (2007) - Orquestra Popular da Bomba do Hemetério.
1. Frevando em Paris
2. Luanda D'Angola
3. Frevando em Bomba do Hermetério
4. Tanajura
5. Suburbano
6. Dadinha No Passo
7. Maracatu Sambar
8. Bolada Nas Costas
9. Suíte América
10. Fantasia Elefante
11. Cabelo de Fogo


Chico Science e Nação Zumbi


-Quer saber mais sobre Nação Zumbi??-aqui-

-Carnaval de Recife - Marco Zero (2008) - Nação Zumbi e Paralamas.

Primeira parte, paralamas do sucesso abri o show:

01 - 2A
02 - Na Pista
03 - Ela Disse Adeus
04 - Trac Trac
05 - O Beco
06 - Meu Erro
07 - Perplexo
08 - Cinema Mudo
09 - Cuide bem do Seu Amor
10 - Lanterna dos Afogados
11 - Uma Brasileira
12 - Alagados
13 - Lourinha Bombril

download

Segunda parte, Paralamas chama a Nação Zumbi para dividir o palco:

01 - Selvagem
02 - A Cidade
03 - A Novidade
04 - A Praieira
05 - O Calibre
06 - Manguetown
07 - Sossego

download

Terceira parte, Paralamas deixa o palco e Nação Zumbi continua o show:

01 - Fome de Tudo
02 - Bossa Nostra
03 - Hoje, Amanhã e Depois
04 - Rios, Pontes e Overdrives
05 - Memorando
06 - Meu Maracatu Pesa uma Tonelada
07 - Toda Surdez Será Castigada
08 - Blunt of Judah
09 - Maracatu Atômico (Com solo do Hino do Santa Cruz no final)
10 - Quando a Maré Encher

download


-Ao Vivo no Circo Voador RJ (14/12/07) Nação Zumbi.

01 - Infeste
02 - Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada
03 - Risoflora
04 - Inferno
05 - Maracatu de Tiro Certeiro
06 - Carnaval
07 - Memorando / Amor de Muito
08 - Fome de Tudo
09 - Etnia
10 - Blunt of Judah
11 - Coco Dub
12 - No Olimpo
13 - A Cidade / Samba Makossa / Da Lama ao Caos

download

-Festival de Inverno de Garanhuns (2006) - Nação Zumbi.

01 - Hoje, Amanhã e Depois / Na Hora de Ir
02 - Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada
03 - Memorando / O Balanço (cover Tim Maia)
04 - Maracatu Atômico
05 - Prato De Flores
06 - Rios, Pontes e Overdrives
07 - Blunt Of Judah
08 - Expresso Da Elétrica Avenida
09 - Quilombo Groove
10 - A Ilha

download

-Ao Vivo no Circo Benetton - SP (1994) - Chico Science Nação Zumbi.

01 - A Cidade
02 - A Hora e a Vez do Cabelo Cresce (cover Mutantes)
03 - Salustiano Song
04 - A Praieira
05 - Da Lama ao Caos / Roda, Rodete, Rodiano
06 - Rios, Pontes e Overdrives (com Fred 04)

download

-Abril pro rock 94 - Chico Science e Nação Zumbi.

01 - Mateus Enter / O Cidadão do Mundo
02 - A Praeira
03 - Etnia / Antene-se
04 - Quilombo Groove
05 - Corpo de Lama
06 - Todos Estão Surdos
07 - Banditismo por uma Questão de Classe / Um Passeio no Mundo Livre
08 - Rios, Pontes e Overdrives (bonus - Estudio)
09 - Côco Dub (bonus - Estudio)
10 - Roda, Rodete, Rodinho (bonus - Estudio)

download



Lenine

Saber mais sobre Lenine?? -Aqui-

-Labiata (2008) - Lenine.

1. Martelo Bigorna
2. Magra
3. Samba e Leveza
4. A Mancha
5. Lá Vem a Cidade
6. O Céu É Muito
7. É Fogo
8. É o que Me Interessa
9. Ciranda Praieira
10.Excesso Exceto
11.Continuação

download

-Acústico MTV (2006) - Lenine.

1. O Atirador
2. Hoje Eu Quero Sair Só
3. A Rede
4. Paciência
5. O Último Por-do-Sol
6. O Homem dos Olhos de Raio X
7. Lá e Cá
8. A Medida da Paixão (Richard Boná)
9. Tudo por Acaso
10. Miedo (Julieta Venegas)
11. Santana
12. A Ponte (Gogh)
13. Dois Olhos Negros (Igor Cavalera)
14. Jack Soul Brasileiro

download

-Falange Canibal (2001) - Lenine.

1. Ecos do Ão (Carlos Rennó - Lenine)
2. Sonhei (Bráulio Tavares - Ivan Santos - Lenine)
3. Umbigo (Bráulio Tavares - Lenine)
4. Lavadeira do rio (Bráulio Tavares - Lenine)
5. Encantamento (Sérgio Natureza - Lenine)
6. Nem o sol, nem a lua, nem eu (Dudu Falcão - Lenine)
7. Caribantu (Sérgio Natureza - Lenine)
8. Quadro-negro (Carlos Rennó - Lenine)
9. O silêncio das estrelas (Dudu Falcão - Lenine)
10. No pano da jangada (Paulo César Pinheiro - Lenine)
11. Rosebud (o verbo e a verba) (Lula Queiroga - Lenine)
12. O homem dos olhos de raio-x (Lenine)

download

-Na Pressão (1999) - Lenine.

1. Jacksoul brasileiro (Lenine)
2. Na pressão (Bráulio Tavares - Sergio Natureza - Lenine)
3. Paciência (Dudu Falcão - Lenine)
4. Meu amanhã (Lenine)
5. A rede (Lula Queiroga - Lenine)
6. Tupi tupy (Carlos Rennó - Lenine)
7. A medida da paixão (Dudu Falcão - Lenine)
8. Alzira e a torre (Lula Queiroga - Lenine)
9. Rua da Passagem (Transito) (Arnaldo Antunes - Lenine)
10. Relampiano (Paulinho Moska - Lenine)
11. Eu sou seu guia (Bráulio Tavares - Lenine)

download

-O Dia em que Faremos Contato (1997) - Lenine.

1. A ponte (Lula Queiroga - Lenine)
2. Hoje eu quero sair só (Mu Chebabi - Caxa Aragão - Lenine)
3. Candeeiro encantado (Paulo César Pinheiro - Lenine)
4. Etnia caduca (Lenine)
5. Distante demais (Dudu Falcão - Lenine)
6. O dia em que faremos contato (Bráulio Tavares - Lenine)
7. A balada do cachorro louco (Chico Neves - Lula Queiroga - Lenine)
8. Aboio avoado (Zé Rocha)
9. Dois olhos negros (Lula Queiroga)
10. O Marco Marciano (Bráulio Tavares - Lenine)
11. Que baque é esse? (Lenine)
12. Pernambuco para o mundo: Voltei Recife (Luiz Bandeira) / Frevo ciranda (Capiba) / Sol e chuva (Alceu Valença) / Rios, pontes e overdrives (Chico Science - Fred Zero Quatro)
13. Bundalelê (Bráulio Tavares - Lenine)
14. Mote do avião (Pedro Osmar)

download

-Olho de Peixe (1994) - Lenine e Marcos Suzano.

1. Acredite ou não (Bráulio Tavares - Lenine)
2. O último pôr do sol (Lula Queiroga - Lenine)
3. Miragem do porto (Bráulio Tavares - Lenine)
4. Olho de peixe (Lenine)
5. Escrúpulo (Lula Queiroga - Lenine)
6. O que é bonito? (Bráulio Tavares - Lenine)
7. Caribenha nação (Bráulio Tavares - Lenine) / Tuaregue e Nagô (Lenine - Bráulio Tavares)
8. Lá e Ló (Lenine)
9. Leão do norte (Paulo César Pinheiro - Lenine)
10. Gandaia das ondas (Lenine) / Pedra e areia (Lenine - Bráulio Tavares)
11. Mais além (Bráulio Tavares - Lula Queiroga - Ivan Santos - Lenine)

download

-Baque Solto (1983) - Lenine e Lula Queiroga.

1. Maracatu silêncio (Zé Rocha - Erasto Vasconcellos)
2. Girassol da caverna (Lula Queiroga)
3. Raoni (Zé Rocha)
4. Comício (Lula Queiroga)
5. Prova de fogo (Zé Rocha - Lenine)
6. Sopro do amor (Lula Queiroga)
7. Êxtase (Lula Queiroga)
8. Auto dos Congos (Pedro Osmar - Lenine)
9. Essa alegria (Lula Queiroga)
10. Mote do navio (Pedro Osmar)
11. O abraço e a lágrima (Lula Queiroga)
12. Trem fantasma (Lula Queiroga - Lenine)

download

Isaar


Dona de uma voz ímpar, Isaar é hoje uma das maiores cantoras de Pernambuco.

O que inicialmente atraiu a atenção em Isaar foi o timbre de sua voz. Isaar canta macio, doce, mas seu canto não é apenas suave, e afinado, é melancólico. É um canto que tem um pouco do banzo do africano expatriado, que se incorporou ao DNA dos seus descendentes. É macio, doce, mas tem suingue e grande extensão, quando a canção pede. Na Comadre Fulozinha, do qual fez parte de 1999 a 2004, esta peculiaridade de Isaar não aparecia tanto por ser um grupo de vozes todas femininas.

Não que não desse para se detectar o talento da cantora, afinal a Comadre Fulozinha sempre foi muito bem-recebida pela crítica, e conseguiu uma razoável exposição, nestes tempos dificeis para os artistas terem vez no rádio ou TV.
-Azul Claro (2006) - Isaar.
01 - Borboleta Amerelinha
02 - Azul Claro
03 - Tras do Mar
04 - Ciranda da Madrugada
05 - Take a Mothers Ship
06 - Anum Azul
07 - Satuba
08 - Flor de Capim
09 - Pescador
10 - Caixa de Papelao
11 - Evocacao ao Futuro II (Ha de Novo)


Otto

 -Quer saber mais sobre Otto?? -Aqui-

-"Samba pra Burro" é o primeiro album solo do percussionista Otto, lançado em 1998.

1. Bob (Otto - Bebel Gilberto)
2. Low (Pupilo - Apollo 9 - Gilmar Bolla 8 - Otto)
3. TV a cabo (Toca Ogan - Pupilo - Otto)
4. O que dá lá é lama (Toca Ogan - Pupilo - Otto)
5. Renault / Peugeot (Pupilo - Gilmar Bolla 8 - Otto)
6. Re / Pe (Apollo 9 - Otto)
7. Distraída pra morte (Otto)
8. Café preto (Otto)
9. Ciranda de maluco (Dengue - Otto)
10. São Paulo (Pupilo - Apollo 9)
11. Changez Tont (Apollo 9 - Otto)
12. Celular de Naná (Darnê Malungo - Otto)
13 Bob (Reprise) (Otto - Bebel Gilberto)

download

-Condom Black (2001) - Otto

1. Dilata (Otto)
2. Anjos do asfalto (Otto)
3. Armadura (Pupilo - Otto)
4. Cuba (Chorão - Otto) (Part. Chorão)
5. Dias de janeiro (Otto)
6. Pelo engarrafamento (Otto)
7. Londres (Otto)
8. Por que (Otto)
9. Street cannabis street (Apollo 9 - Otto)
10. Condom black (Stop play) (Otto)
11. Retratista (Otto)
12. Único sino (Otto)
13. Hemodialisis (Pupilo - Lúcio Maia - Dengue - Otto)
14. Basquiat (Otto)

download

-Bem Brasil, SESC interlagos (2003) - Otto e Nação Zumbi.

parte 1, Otto:

1-Cuba
2-Lavanda
3-Dias de janeiro
4-Tento entender
5-Bob
6-Low
7-Nebulosas
8-Renault/Peugeut

parte 2, Nação Zumbi:

9-Mormaço
10-Samba de lado
11-Propaganda
12-Blunt of Judah
13-Prato de flores
14-Manguetown
15-Meu maracatu pesa uma tonelada
16-Da lama ao caos
17-Umbabarauma

parte1 -download

parte 2 -download

-MTV Apresenta - Otto (2005) - Otto.

1. Anjos do asfalto
2. Lavanda
3. Tento entender
4. Dias de janeiro
5. Por que
6. Retratista
7. Ciranda de maluco
8. Poutporri: o celular de naná/ uma tarde no norte/ único sino
9. Tv a cabo / o que dá lá é lama
10. Bob
11. Pra quem tá quente
12. Indaguei a mente
13. Pra ser só minha mulher
14. Nebulosa
15. Cuba - Participação Especial: Mv Bill
16. Renault/Peugeot
17. Low

download

Eddie.


-Quer saber mais sobre Eddie??-aqui-

-Sonic Mambo é o primeiro album da banda Eddie.

01. Videogame songs
02. Pedra
03. Buraco de Bala
04. Sonic Mambo
05. O Dia Passa
06. Festejem
07. Os Pés à Jato
08. Eu Só Poderia Crer
09. Coqueiros
10. Olhando os Dentes
11. Artú
12. Ontem Eu Sambei
13. Sofistic Balacobaco
14. O Dia Pass
a

download

-Original Olinda Style é o segundo album da banda Eddie.

1.Eu Sou Eddie
2.Sentado Na Beira Do Rio
3.Peixinhos
4.Pode Me Chamar
5.O Amargo
6.O Céu
7.Radistae Enviar letra
8.Urubu, Garibu, Cachorro E Gente
9.Não Vou Embora
10.Olinda Cidade Eterna
11.Eu Ia
12.Futebol E Mulher
13.Falta De Sol
14.Guia De Olinda
15.Urubu, Garibu, Cachorro E Gente
16.Guia De Olinda - Remix

download

-Metropolitano é o terceiro album da banda de Manguebeat Eddie.

1. Metropolitano
2. Maranguape
3. Fuleragem
4. As Flores e as Cores
5. Lealdade
6. Danada
7. P/ Nós 2
8. As Lombrigas E Os Vermes
9. Probabilidade
10. Ontem eu Sambei
11. Vida Boa
12. As Moscas Bateram as Asas Enviar letra
13. Quando a Maré Encher

download

-Carnaval no Inferno é o quarto e mais novo album da banda de manguebeat Eddie.

1. Bairro Novo/Casa Caiada
2. O Baile "Betinha"
3. Quase Não Sobra Nada
4. Carnaval no Inferno
5. Me Diga O Que Não Foi Legal
6. Gafieira no Avenida
7. Metrodux
8. Nada de Novo
9. Desequilíbrio
10. Eu Tô Cansado dessa Merda
11. Dessa Vez Foi demais

download

-Apresentação da banda Eddie para o programa Sessões da MTV, em 2008.

- É de Fazer Chorar
- Lealdade
- Me Diga o Que Não Foi Legal
- Vida Boa

download





segunda-feira, 18 de maio de 2009

DJ Dolores.

Adepto da coqueteleira de estilos, o sergipano/ pernambucano DJ Dolores (Hélder Aragão, 37) agrega eletrônica aos ecos das ruas nordestinas, da ciranda ao coco e até o brega no recém-editado Aparelhagem (Azougue/Ziriguiboom). Criador avesso às algemas dos gêneros, DJ Dolores oxigena o cenário com suas alquimias sonoras, cujo acúmulo de citações, referências e interseções convida a novas audições elucidativas.

Atuante desde antes da erupção oficial da cena manguebeat, em 1989, o DJ Dolores virou comandante de nave eletrônica em 1997 e tripulou a Orquestra Santa Massa (integrada por rabeca, guitarra, trombone e picapes) até o disco anterior, o dialético Contraditório?.

Autor de trilhas elogiadas para filmes como O rap do Pequeno Príncipe contra as almas sebosas, Narradores de Javé, balés (Desatino do norte, com o Corpo de Baile do Municipal de São Paulo) e peças (A máquina, de João Falcão), Dolores agora comanda a Aparelhagem, com destaque para a cantora/ autora Isaar.

Assim como Marcelo D2 busca a batida perfeita, o pernambucano/ sergipano navega na ''zona de confluência entre as várias expressões da tradição musical urbana do Norte/ Nordeste revistas sob a ótica da eletrônica''. O pulso do baião (numa batida dura, quase house) come solto em Salvo (The preacher) e na abertura De dar dó. A voz crua de Isaar dardeja a embolada: ''é da calçada pro transporte/ do transporte pro trabalho/ do trabalho para a morte/ a vida do operário''.

O maracatu rave Azougue serve o literalmente explosivo coquetel do mesmo nome que leva cachaça limão e... pólvora. ''Faz os caboclos dançarem a noite inteira'', informa ele no encarte. Na Ciranda da madrugada, de ritmo ralentado em relação ao pique original do estilo, há uma ''vibe'' de reggae. Já Sanidade remete à cena original brega do Pará, ao misturar carimbó e zouk caribenho a uma batida house fixa. Para não dizer que focou apenas o cenário nativo, Dolores, que faz excursões européias seriadas, evoca Emma Bovary, personagem de Flaubert, sob a névoa eletrônica de Rouen. Nada escapa à centrífuga pós-moderna. (© JB Online)
                                                                                                                                                                          -1 Real (2008) - DJ Dolores.
01 - deixar falar
02 - tocando o terror
03 - cala cala
04 - proletário
05 - wakaru
06 - shakespeare
07 - j.p.s
08 - flying horse
09 - numeros
10 - mutant child
11 - saudade
12 - the mind inspector
13 - danger global war
                                                                                                                                                                          -A Máquina (2006) - DJ Dolores.
1. Tristeza de Antônio (JÚNIOR AREIA, FÁBIO TRUMMER E JOÃO CARLOS) 
2. Canção de Começar (JOÃO FALCÃO) - Mariana Ximenes 
3. A Dança da Moda - (DJ DOLORES E FERNANDO CATATAU) Orquestra Santa Már,Dj Dolores 
4. Dia Branco (GERALDO AZEVEDO E RENATO ROCHA) - The Sconhecidos 
5. A Natureza das Coisas (DE ACCIOLY NETO) - Prazeres Barbosa/ JPG
6. O Mar de Copacabana (GILBETO GIL) - Maciel Salu 
7. Acalanto(CHICO BUARQUE) - Cristiane Ferreira 
8. A Máquina (JOÃO FALCÃO E ROBERTINHO DE RECIFE) - The Sconhecidos 
9. Porque Era Ela, Porque Era Eu ( CHICO BUARQUE) - Chico Buarque 
10. O Amor é Velho e Menina - (TOM ZÉ) Zéu Britto 
11. Sanidade - (DJ DOLORES, ISSAR, MAESTRO FORRÓ E GABRIEL MEL0) - Isaar
12. Two Kites - (TOM JOBIM) - Tom Jobim 
13. Você Não Soube Me Amar (EVANDRO MESQUITA, GUTO, ZECA MENDIGO E RICARDO BARRETO) - Blitz 
14. Porque Era Ela, Porque Era Eu (CHICO BUARQUE) 
15. Canção de Começar - (JOÃO FALCÃO) Mariana Ximenes

download
                                                                                                                                                                         -Aparelhagem (2005) - DJ Dolores.
01. De dar Dó
02. Trancelim de Marfim
03. Salvo!(The Preacher)
04. Ciranda da Madrugada
05. Prece
06. Azougue
07. Matilha (Pack of Dogs)
08. Sanidade
09. A Espuma... (L`Ecume de Nous)
10. O Medo do Artilheiro (Parte 2)
11. Rouen
12. Azougue Remake13
download


Siba e a Fuloresta

Nascido na cidade cosmopolita do Recife, em uma família que até hoje mantém sua forte ligação com suas origens rurais, Siba cresceu entre a cidade e o interior, dois mundos que fazem parte de um mesmo todo. Desde seus primeiros contatos com as tradições da Mata Norte, começou uma longa história de aprendizado e colaboração, exercitando ao longo dos anos os fundamentos da poesia ritmada para se tornar um dos principais mestres da nova geração do maracatu e dos cirandeiros. Ao mesmo tempo, como membro da banda Mestre Ambrósio, desenvolveu um estilo musical inovador e singular, da qual o diálogo entre o tradicional e o contemporâneo, o passado e o presente, a rua e o palco são marcas distintas.

Após viver em São Paulo por sete anos, Siba voltou para Pernambuco em 2002 para começar a “Fuloresta”, um grupo formado por músicos tradicionais de Nazaré da Mata, uma pequena cidade com 30 mil habitantes, distante 65 km de Recife. Seu álbum de estréia, “Fuloresta do Samba”, foi gravado com uma unidade móvel perto de Nazaré, e lançado em 2003, seguido de apresentações em todo o Brasil.

O grupo também fez três turnês européias entre 2004 e 2006, desenvolvendo com o tempo sua habilidade de adaptar uma música que dura a noite inteira para o formato mais conciso dos palcos. Segundo Siba: “Nunca entendemos nosso passado ou nossas tradições como uma gaiola. Pelo contrário, nossa tradição nos oferece um vasto vocabulário, e nós nos esforçamos para usá-lo todo dia e a noite toda. É impossível reproduzir a maneira como envolvemos toda a comunidade na poesia e nas danças durante a noite toda, mas na hora ou nos 90 minutos que os festivais oferecem temos uma grande oportunidade de mostrar nosso impacto musical”.

“Toda vez que eu dou um passo / O mundo sai do lugar” (Ambulante Discos) é o segundo lançamento de Siba e da Fuloresta: letras diretas de uma poesia intensa, cirandas, cocos-de-roda e frevos misturados com dubs, guitarras e pianos elétricos e uma orquestra de sopros executando arranjos inovadores, junto a convidados muito especiais, como CéU, Beto Villares, Marcelo Pretto, Fernando Catatau, Isaar França e o cirandeiro Zé Galdino. Um álbum com um inesperado tom cosmopolita, que extrapola e questiona as barreiras entre cultura popular e música pop, poesia oral e literatura e o já desgastado contraste entre tradição e modernidade.

Um dos feitos mais notáveis dessa viagem de Siba entre esses mundos aparentemente distintos é sua parceria recente com a dupla de graffitti paulista “OsGemeos”, responsáveis pela arte da capa do CD e pela cenografia do DVD, que será lançado no início de 2008. Um encontro inusitado com resultados surpreendentes, sugerindo que para entendermos o Brasil contemporâneo, uma abordagem padronizada não é suficiente.
  • Composição
    Siba – Voz e percussão
    Biu Roque – Percussão e voz
    Mané Roque – Percussão e voz
    Cosmo Antônio – Percussão e voz
    Zeca – Percussão
    Roberto Manoel – Trompete
    Galego – Trombone
    Bolinha – Tuba

-Carnaval de Recife - Marco Zero (2009) - Nação Zumbi e Siba e a Fuloresta.                    

01. Trincheira da Fuloresta
02. Meu Maracatu pesa uma tonelada
03. Será?
04. Mormaço
05. Bringa / Caluanda / A Folha da Bananeira
06. A Praieira
07. A Bagaceira
08. Blunt of Judah
09. Infeste
10. Fome de Tudo
11. Hoje, amanhã e depois
12. Manguetown
13. Coco Dub
14. A velha da capa preta / Arranha Aranha / Bloco da Bicharada
15. Quando a maré encher
16. Nascedouro
 download                                                                                                                                                      

-Canoa Furada (2009) - Siba e a Fuloresta do Samba.

01 - Canoa Furada
02 - A Bagaceira
download

-Toda vez que eu dou um passo o mundo sai do Lugar (2008) - Siba e a Fuloresta do Samba.

01 - Pisando em Praça de Guerra
02 - Cantar Ciranda
03 - Toda vez que eu dou um passo o mundo sai do Lugar
04 - Será?
05 - Bloco da Bicharada
06 - Alados
07 - Tempo II
08 - Meu Time
09 - 12 Linhas
10 - A Folha da Bananeira
11 - João do Alto
12 - A Velha da Capa Preta
download


Comadre Fulozinha


A Comadre Fulozinha é uma banda da cidade do Recife, criada em 1997. Seu nome tem origem em Comadre Fulozinha, uma lenda pernambucana.

As mulheres da banda interpretam canções que têm como principal influência as cantigas e os ritmos regionais do Nordeste. A música da Comadre Fulozinha tem como base a percussão e as vozes, numa mistura de ritmos como coco, baião e ciranda, com influências variadas. São usados instrumentos como bombo, zabumba, congas, djembê, ilú, saxofone, cavaquinho, violão e rabeca, criando uma linguagem própria e cheia de personalidade.

História

O primeiro disco foi lançado em 1999 e o segundo, com formação alterada, em 2003, chamado "Tocar na Banda", pela Ybrazil Music.

O grupo também gravou participações em CD, como "Por Pouco", da Mundo Livre S/A (faixa Minha Galera, de Manu Chao); "Contraditório", de Dj Dolores; "Original Olinda Style", da Eddie; "Pernambuco Falando Para o Mundo", de Antônio Nóbrega; as coletâneas "Baião de Viramundo", "Pernambuco em Concerto" III e IV, "Reiginaldo Rossi" e "Music From Pernambuco".

Participou também da montagem das peças teatrais "Bacantes", em 2001, e "Os Sertões - A Terra", em 2002/2003, ambos no Teatro Oficina com direção de José Celso Martinez Corrêa, e das trilhas sonoras de "A Máquina", de João Falcão, "Deus é Brasileiro", de Cacá Diegues e "Narradores de Javé", de Eliane Caffé.

Entre 2000 e 2001 fez sua primeira turnê internacional com apresentações no Canadá, Estados Unidos, Bélgica, Suíça e França, participou do festival Strictly Mundial e Mercado Cultural em Salvador. Em 2003 tocou na noite de encerramento do Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, na Fête de la Musique, em Paris, e gravou o programa Ensaio da TV Cultura.

Em 2005 tocou no teatro Volksbühne, em Berlim, integrando o show Música Mestiça, dentro do projeto de apresentações das peças de Os Sertões, do Teatro Oficina, dirigidas por José Celso Martinez Corrêa.
  • Composição
    Karina Buhr (voz, percussão e rabeca),
    Mairah Rocha (vocal, gaita e percussão),
    Flávia Maia (vocal e percussão),
    Dani Zulu (vocal e percussão),
    Marcelo Monteiro (saxofone e flauta),
    Letícia Coura (cavaquinho, vocal e violão).

wikipedia.

"Vou Voltar Andando" é o mais novo album da banda pernanbucana Comadre Fulozinha, lançado em 2009.
01 - Presta Atenção
02 - Passarinho
03 - Rosa Alvarinha
04 - Falta de Sorte
05 - 2 de Janeiro
06 - Vou Voltar Andando
07 - Mambú e Abacaxia
08 - Saí Passada
09 - Caminho de Fulô
10 - Palo Santo

download

Apresentação da banda prnambucana Comadre Fulozinha no festival Humaitá Pra Peixe de 2009, no RJ.
01 - Presta Atenção
02 - Flor de Rosa
03 - Tocar na Banda
04 - Chumbo de Vidro
05 - Falta de Sorte
06 - Amarelina
07 - Vou Voltar Andando
08 - Ia
09 - Oba
10 - Merengue Para Jesus

download

Tocar na Banda é o segundo album da banda pernambucana Comadre Fulozinha, lançado em 2003.
01. Obá
02. Sibito Baleado
03. Tocar na Banda
04. Se o Mal
05. Iá
06. Zumba
07. Gaitinha
08. É ou não é
09. Merengue pra Jesus
10. Clarineto
11. Eu também sei atirar
12. Amaralina
13. Chumbo de vidro
14. A cidade tá subindo

download



Textículos de Mary e Banda d’As Cachorra


Algumas bandas entram para o imaginário popular com muito pouco. Um disco, uma música. Acabam e um dia viram cult. Para ganhar esse status espera-se pelo menos ousadia, inovação, algo diferente. A cada dia que passa isso fica mais difícil, quase tudo soa como cópia. Em Recife, no auge do Mangue Beat, aconteceu a invasão dos monstros notívagos no maravilhoso mundo musical dos caranguejos com cérebro. Uma invasão que prometia radicalizar a cena.

Textículos de Mary 

A invasão foi traduzida por muita gente como uma banda. Mas essa era apenas uma das facetas pensadas para compor a história do travesti que se mutilou e deu origem a Textículos de Mary com seus personagens representando o submundo de perversões sexuais, violência e opressão. Para caracterizar a imagem do produto gerado pelo travesti, nada melhor do que três vocalistas homossexuais a frente da banda. A idéia inicial não parava na ação sonora, era para ser multimídia. Com música, vídeos e até história em quadrinhos, que se perdeu e nunca foi lançada. Havia pessoas de outras áreas envolvidas, como artistas plásticos e cineastas. Se apenas como banda eles tocaram o terror por onde passaram, não dá para imaginar o que aconteceria se todas as idéias tivessem sido postas em prática.

O braço armado da Textículos é a Banda d’As Cachorra. Inicialmente formada por três seres indecisos sexualmente que tocavam forró e pagode na noite recifense. A transformação ocorreu devido a contaminação pelo material genético mutante intravenosamente. Mas a mutação não trouxe só benefícios, ela se mostrou de vida curta, o que pode explicar as várias formações que a banda teve.

Toda a história foi idealizada por Fábio Mafra, ex-vocalista mais conhecido como Chupeta. A idéia era conceitual e com vida útil definida. Começou em 1997 quando o percussionista Linaldo Batista (Loira Negra) começou a namorar a mãe de Fábio (Chupeta). Os dois começaram a compor e outros músicos foram entrando. O contrato assinado com a Deckdisc previa três discos com temáticas específicas. Após o terceiro álbum o fim seria decretado. O primeiro disco, Cheque Girls, seria o mais leve. No segundo, Bissexuástica, mais pesado, o sucesso subiria a cabeça dos personagens. Chegou a ser mostrado a Deckdisc através de uma Demo gravada em Recife, mas o contrato foi rescindido e apenas o primeiro foi lançado. O último álbum seria deprimente, suicida.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   -Bissexuástica
1- Marilyn Mason's Operation
2- Bicha Escrota
3- Estados Transitórios
4- Cocrodilagem
5- Catchup
6- Genérico
7- Baratinhos da Nice
8- Árvore Genealógica
9- Vassoura de Piaçava
10- A Vingança de Geyzakelly
11- Terminal de Casa Caiada
12- Três Oitão
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   -Cheque Girls
1. Serviço de Utilidade Pública
2. (Propóstata)
3. Natasha Orloff
4. Menarca (Sometimes I Feel Like Crazy)
5. Todinha Su (She-ra)
6. Charles Bronson´s Song
7. Desaqüenda
8. Uma Linda em Berlim
9. Jeniffer
10. Entradas e Bandeiras
11. Legalize Também
12. Obráite

sábado, 16 de maio de 2009

Mombojó


Desde sua formação em abril de 2001, a Mombojó tem colecionado experiências importantes para o trabalho atual da banda. Já em 2002 a Mombojó participaria dos principais eventos musicais de Pernambuco, tendo recebido o seguinte comentário acerca de sua apresentação no 10º Abril Pro Rock: (Jornal do Brasil/Sílvio Essinger, 23/04/02) - "Os novatos da Mombojó... foram a grande revelação da nova cena de Recife na noite de domingo, com sua música de alto poder combustível, feita com guitarras, computadores e cavaquinhos".

-Homem-espuma
Trama // 2006

1. O Mais Vendido  
2. Novo Prazer  
3. Homem-Espuma  
4. Realismo Convincente  
5. Tempo de Carne e Osso  
6. Swinga  
7. Saborosa  
8. Fatalmente  
9. Vídeo-Game  
10. Pára-Quedas  
11. Desencanto  
12. Singular  
13. Vazio e Momento  
14. Minar

download

-Nadadenovo
Tratore // 2004

1. cabidela
2. deixe-se acreditar
3. nem parece
4. discurso burocrático  
5. a missa
6. absorva
7. o céu, o sol e o mar  
8. adelaide
9. duas cores
10. estático  
11. merda  
12. splash shine
13. faaca
14. baú  
15. container

download


sexta-feira, 15 de maio de 2009

O AMOR



Falar sobre o amor e muito difícil. Será que o amor acompanha a humanidade desde sempre? O que é o amor?Todo mundo já sentiu esse sentimento, mas será que sabe explicar?Para a psicologia o amor e definido não simplesmente um gostar em maior quantidade, mas sim um estado psicológico qualitativamente diferente. 
Por que ao contrario de gostar, o amor inclui alguns elementos da paixão, do desejo e da proximidade. A psicologia social tentou simplificar o amor em seis formas. São elas: o amor romântico (envolve paixão e atracação sexual e é mais usual na adolescência), o amor possessivo (ciúmes, provocando emoções extremas), o cooperativo (que nasce geralmente de uma amizade anterior, sendo alimentado por hábitos e interesses comuns), o amor pragmático (característico de pessoas ensinadas a reprimir os seus sentimentos o mais possível, sendo estas relações desprovidas de qualquer manifestação de carinho), o lúdico (que se baseia na conquista e na procura de emoções passageiras) e o amor altruísta (praticado por pessoas dispostas a anular-se perante o outro, tendendo a "isolar-se num mundo onde, na sua imaginação, só cabem os dois ainda que o outro pense e atue exatamente ao contrário"). Será que o amor e uma criação do homem?Acredito que não, porque esse sentimento e universal presente em todos os lugares por mais diferentes que eles sejam. Portanto o amor pode variar de acordo com a cultura ou gosto de cada época, mas há uma predisposição para o amor em nosso sistema nervoso, então não se pode dizer que o amor seja só uma criação do homem. Ou pode?
Etimologia 
-No Grego, o termo “amor” tem uma tríplice acepção: agapé que significa cura, benevolência; eros que significa amor erótico; filia que significa amizade.
- Paixão, do latim passione = sofrimento, sentimento excessivo; amor ardente; afecto violento.



domingo, 10 de maio de 2009

O PODER DA MÚSICA


Às vezes eu me pergunto: “será que o errado sou eu?”, Como diria Mafalda “porque justo eu sou como eu sou?” Eu sou a favor da tolerância, do respeito, do conhecimento, da cultura, do caráter e amor uns pelos outros... Mas para falar bem a verdade, eu sempre acreditei que existe uma relação entre ‘música ruim’ e ‘povo ignorante’, porem infelizmente nunca pude provar esse fato. Ignorância e uma coisa e burrice e outra, a burrice é falta de inteligência, e a ignorância é a falta de formação ou de cultura, aproximadamente 10% da população têm formação acima do 1º Grau e apenas 0,3% têm curso superior. O que será que está faltando para o povo brasileiro? Será que é realmente a ‘maldita’ cultura? O problema é que o a população tem que perceber que está totalmente presa a um tipo de vicio onde prefere ver TV e escutar certos tipos de musicas do que ler um livro ou ir ao teatro. E o resultado desse tipo de cultura já esta bem visível basta olhar a cara da população no presente para ver a cara do país no futuro. Apesar dos nossos quase 200 milhões habitantes, somos apenas a quinta maior potencia intelectual do mundo. Só com pleno desenvolvimento cultural dos brasileiros permitirá derrubar o muro do atraso.



“Quando os livros são queimados, alguns se salvam. Mas se eles não são escritos, não há o que se salvar. Quando os escritores se salvam, eles escrevem outros livros, mas quando não aprendem a ler, queimam-se todos os livros que poderia escrever.” alguém ai
                                                                                                                                                  



quinta-feira, 7 de maio de 2009

Ave Sangria


Ave Sangria é uma banda Pernambucana dos anos 70 que mistura ritmos regionais com rock pesado. Inicialmente chamada de Tamarineira Village, mas por sugestão da gravadora mudou o nome. 
  Reza a lenda que o nome Ave Sangria surgiu da sugestão de uma cigana meio louca encontrada no interior da Paraíba pela banda, ela gostou da música e fez um poema improvisado, referindo-se ao conjunto como aves sangrias. O sangria, pelo lado forte, sangüíneo, violento do Nordeste e o ave, pelo lado poético, símbolo da liberdade do grupo.
  A banda era formada por Marco Polo (vocais), Ivson Wanderley (guitarra solo e violão), Paulo Raphael (guitarra base, sintetizador, violão, vocal), Almir de Oliveira (baixo), Israel Semente (bateria) e Juliano (percussão).
  Eles usavam batom, beijavam-se na boca em pleno palco, faziam uma música suja, com letras falando de piratas, moças mortas no cio e segundo as pessoas da época, uma ameaça às donzelas da cidade.
  E em 1975 o Ave Sangria se despediu, mas deixaram sua marca viva na música brasileira e principalmente Pernambucana, os “Rolling Stones do Nordeste”, apesar do falecimento precoce...brincaram de fazer música.


Danilo L.

 

-Ave Sangria (1974)

Faixas:
01. Dois Navegantes
02. Lá Fora
03. Três Margaridas
04. O Pirata
05. Momento na Praça
06. Cidade Grande
07. Seu Waldir
08. Hei! Man
09. Por Que?
10. Corpo em Chamas
11. Geórgia, a Carniceira
12. Sob o Sol de Satã

download